Alunos da engenharia desenvolvem kit elétrico para motorizar cadeira de rodas

Alunos da engenharia desenvolvem kit elétrico para motorizar cadeira de rodas

Projeto de Tecnologia Assistiva faz parte das atividades acadêmicas do curso de engenharia da UNISAL em Lorena, que visa à acessibilidade, com projetos que visam facilitar a vida de pessoas com deficiência

 

Quem não se sente feliz em proporcionar felicidade à outra pessoa? Não existe medida para o sentimento de poder , de alguma forma, transformar o dia a dia de uma pessoa com deficiência, de poder dar-lhe a liberdade tão sonhada, é foi isso que alunos do Curso de Engenharia Mecânica do UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Unidade Lorena fizeram, entregaram a primeira unidade de um Kit elétrico para cadeiras de rodas à funcionária da instituição Fernanda Zanin.

Da esquerda para direita os alunos Fagner Santos, Aleks Vianna, Diogo Andrade e a professora Regina Cabette, ao centro a funcionária Fernanda Zanin (Fernandinha)

Da esquerda para direita os alunos Fagner Santos, Aleks Vianna, Diogo Andrade e a professora Regina Cabette, ao centro a funcionária Fernanda Zanin (Fernandinha)

 

Quem presenciou a alegria da Colaboradora do Laboratório de Informática, Fernanda Zanin, passeando pelos corredores do UNISAL, percebeu o quanto o projeto facilitou a mobilidade urbana da Fernandinha, conhecida, desta forma, por muitos colegas de trabalho. Ela disse não ter palavras pra expressar o quanto o novo veículo irá facilitar a vida dela. “Esse grupo é nota 1.000. Eles irão ser grandes engenheiros futuramente, pois olham o lado humano por trás de tantos cálculos”, revelou Fernandinha.

 

Fernandinha já conseguindo encaixar seu kit a cadeira de rodas

Fernandinha já conseguindo encaixar seu kit a cadeira de rodas

Kit desacoplado para instrução sobre funcionamento e encaixe. Fernandinha e Aleks Vianna

Kit desacoplado para instrução sobre funcionamento e encaixe. Fernandinha e Aleks Vianna

 

Como ela diz “ganhei minha liberdade”, ela agora transita por onde quer sem a necessidade de transporte para cadeira, antes ela precisava de um carro que a levasse com sua cadeira até o centro de canas. Ela agora vai sozinha com a mãe ao lado em sua bicicleta.

 

O Projeto

O projeto das cadeiras de rodas intitulado “Anjos sobre Rodas” visa utilizar dos conhecimentos da engenharia e de direitos humanos para promover uma vida digna às pessoas portadoras de deficiência. A ideia do projeto “Anjos sobre Rodas” partiu do Aluno do 4.º ano de Engenharia Mecânica, Diogo Luiz Uchoas de Andrade. Para colocar a ideia em prática foi preciso mais do que conhecimento técnico. Foram necessários recursos vindos do próprio bolso. Cada kit custa R$ 3.500, dinheiro que foi angariado pelos integrantes da iniciativa: os Alunos Aleks Vianna,  Diogo Luiz, Fagner Santos  e a professora Regina Cabette.

 

O sistema de encaixe do Kit foi muito bem pensado, com a intenção de oferecer praticidade e segurança. É um kit totalmente ajustável a qualquer cadeira de rodas para pessoas paraplégicas, com tração dianteira de 350w e 32a, bateria de lítio capaz de suportar até 50 km, com  a média de velocidade de até 40 km/h. O motor foi reforçado para aguentar subidas e ter o máximo de desempenho. Além disso, é customizável e há modelos para cadeiras dobráveis e para monoblocos. Serve também em cadeiras de vários tamanhos, por ter várias opções de regulagens. O Projeto “Anjos sobre Rodas” mostra o espírito salesiano entre os Alunos. Além de ir ao encontro do que pregava Dom Bosco, o cuidado com o próximo.

 

Fernandinha feliz por já ter aprendido a manusear seu “brinquedo” como ela diz

Fernandinha feliz por já ter aprendido a manusear seu “brinquedo” como ela diz

 

NOVOS PLANOS DO GRUPO

O grupo tem em mente outros projetos com o mesmo intuito deste primeiro, utilizando do conceito da tecnologia assistiva que envolve produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação, de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social

 

Esse conceito de tecnologia assistiva contribui de forma fundamental para o avanço dos Direitos Humanos, de maneira que pessoas com deficiência possam obter autonomia e qualidade de vida transpondo barreiras e obstáculos com a aplicação de normas e recursos de acessibilidade.

Fernandinha na ciclovia Canas –Lorena

Fernandinha na ciclovia Canas –Lorena

06

Além da Fernandinha, o Grupo já pensa em beneficiar outros deficientes físicos. Os projetos são feitos de acordo com a deficiência da pessoa.

 

“Estamos com um projeto no forno. Neste momento, procuramos financiamento. Trata-se um elevador de cadeira para automóvel, que vai atender um cadeirante  que sofreu um acidente e hoje  não tem movimento algum do pescoço pra baixo.

 

Quer saber mais sobre o Projeto “Anjos Sobre Rodas” e outros do grupo? Entrar em contato com a professora Regina Cabette:

 

Email: rescabette@gmail.com

Facebook: Regina Cabette

 

 

“Deus nos colocou no mundo para os outros.”

Dom Bosco

 

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii