Centro de Esterilização Animal de Lorena chega a 5 mil cirurgias de castração em cães e gatos

Centro de Esterilização Animal de Lorena chega a 5 mil cirurgias de castração em cães e gatos

Número expressivo foi alcançado em apenas 3 anos e 5 meses de atividade no município, ultrapassando cidades com três vezes mais habitantes. Saiba como castrar seu cão e gato!

Hoje o Centro de Esterilização Animal de Lorena comemora a marca de 5.000 cirurgias de castração, realizadas dentro dos melhores padrões de qualidade e segurança para seus pacientes.

O procedimento de castração é feito em um prédio exclusivo para este fim, que conta com recepção; sala de preparo; sala de recuperação; sala de utilidades; sala de esterilização de materiais e centro cirúrgico, equipados conforme as recomendações do Conselho Regional de Medicina Veterinária e normas do Ministério da Saúde e Vigilância Sanitária.

O principal objetivo do Centro de Esterilização Animal é fazer o controle populacional de cães e gatos do município de Lorena, através da cirurgia de castração dessas espécies, diminuindo assim, a incidência de animais de rua e também a taxa de abandono. Além da prevenção de zoonoses e outros agravos, o controle populacional dos animais traz diversos benefícios não só para população humana como também para os animais, como diminuição da incidência de câncer de mama, nas fêmeas, diminuição de câncer de próstata e testicular nos machos, previne doenças do aparelho reprodutor, minimiza a demarcação territorial pela urina, melhora o comportamento, dentre outros benefícios.

Além da cirurgia, os animais também recebem vacina antirrábica, além de um implante de microchip, que proporciona a identificação única deste animal e também o registro do mesmo, em nome de seu proprietário ou guardião.

Para o médico veterinário responsável pelo CEA, Gustavo Marcondes, a construção do centro foi um avanço importante para a saúde pública de Lorena. “Essa construção precisou ser entendida por todos e hoje vemos a importância do Centro de Esterilização Animal na cidade, trazendo melhorias para a saúde pública da nossa cidade, em pouco tempo atingimos esse número expressivo de 5 mil cirurgias, a frente de cidades muito maiores que a nossa”, afirmou Gustavo.  




Para que o animal seja castrado, é preciso que o dono vá até a Secretária Municipal de Saúde fazer o agendamento, receba as orientações e assine um termo de conscientização. Além disso, é necessário pagar uma taxa de 1,5 UFESP que inclui o microchip de identificação no animal.

“É preciso pagar essa taxa para que seja feito o registro dos animais e a microchipagem. A cirurgia é gratuita. Animais de rua, comunitários e de ONGs envolvidos na causa animal têm isenção na taxa e os moradores que não tiverem condições de pagar o valor podem preencher um relatório social”, disse Gustavo.

COMO AGENDAR?

O agendamento pode ser feito de forma presencial pelo dono do animal de segunda a sexta, das 8h às 12h na Secretaria de Saúde. No momento do agendamento, é necessária a apresentação dos documentos do proprietário / guardião do animal (CPF, RG e Cartão SUS) e comprovante de residência. O serviço é exclusivo para munícipes de Lorena.  

A taxa para instalação do micro chip, que é obrigatória no procedimento realizado de forma gratuita custa agora em 2019, o valor de 1,5 UFESP, em real, R$ 39,80 (Trinta e Nove Reais e Oitenta Centavos).

Dúvidas: 3159-3300

SOBRE O CEA

O Centro de Esterilização Animal ‘Diamantina Nunes Monteiro’ foi entregue à população pela Prefeitura de Lorena na gestão Fábio Marcondes no dia 08 de dezembro de 2015, tendo como principal objetivo a castração de animais para a diminuição do número de cães e gatos abandonados nas ruas existentes no município.

O local conta com recepção, sala de preparo, recuperação, utilidades, de esterilização e centro cirúrgico, equipados conforme as recomendações do Conselho Regional de Medicina Veterinária e normas do Ministério da Saúde e Vigilância Sanitária.

O centro cirúrgico tem duas mesas cirúrgicas equipadas com os mais modernos aparelhos de anestesia e de monitoramento dos pacientes.

A construção foi custeada pela Secretaria de Saúde, que investiu R$227.032,04 (duzentos e vinte e sete mil, trinta e dois reais e quatro centavos) e R$19 mil em equipamentos.

O Centro de Esterilização Animal ganhou o nome de Diamantina Nunes Monteiro, uma munícipe que dedicou a vida aos cuidados com animais no bairro Vila Cida, onde está instalado o CEA. 

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii