É mentira que Justiça ordenou bloqueio do WhatsApp no Brasil

É mentira que Justiça ordenou bloqueio do WhatsApp no Brasil

FAKE NEWS: Vídeo sobre bloqueio de WhatsApp propagado nos últimos dias como se fosse atual  é de dezembro de 2016
Em redes sociais, o mais recente alarme sobre suposto bloqueio do WhatsApp começou ainda durante a greve dos caminhoneiros. Valendo-se de notícia de 16 de dezembro de 2015, da emissora Globo News, propagam a suspensão no funcionamento “por dois dias”. À época, o aplicativo de mensagens foi bloqueado temporariamente por não atender a pedido de colaboração em investigação criminal.
Os boatos difundidos atualmente supõem que o governo teria determinado a suspensão do serviço para dificultar a comunicação dos caminhoneiros e evitar assim possível nova greve. Outros dizem se tratar de bloqueio da Justiça. É tudo mentira.
De acordo com o Google Trends, ferramenta que monitora as pesquisas em alta no buscador, mostra que o pico de buscas sobre o assunto foi no último dia 31. Confira ainda outros boatos espalhados durante a greve dos caminhoneiros.
As informações a seguir circularam pelo WhatsApp durante o período de paralisação e são comprovadamente falsas:
Eleições antecipadas
Circulou falsa lista de reivindicação dos caminhoneiros que pedia a renúncia de Temer e dos presidentes da Câmara e do Senado, além de eleições antecipadas
Bloqueio do WhatsApp
Boato apontava que o Governo Federal bloquearia a internet e o WhatsApp no Brasil para evitar comunicação.
Corte de energia
Falsa “denúncia” dizia que os deputados federais assinaram liminar que determinava corte de energia em todo o País.
Confisco de contas
Áudio de suposta funcionária do Banco do Brasil alertava que haveria confisco de contas bancárias.
Estado de sítio
Boato dizia que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pediu para que Temer decretasse estado de sítio por conta da greve.
Intervenção militar
Texto no WhatsApp dizia que generais do Exército tinham dado prazo para Temer solucionar a greve dos caminhoneiros, sob risco de ocorrer intervenção militar no País.
Estoque de comida
Por áudio falso, suposto presidente do sindicato dos caminhoneiros pedia à população que estocasse comida e combustível.
Temer expulso
Vídeo mostrava presidente Temer sendo expulso de protesto dos caminhoneiros. O vídeo ocorreu após desabamento em São Paulo, não foi no contexto da greve.
Greve geral
Cartaz “anunciava” que haveria greve geral em todo o País na última segunda-feira, 28, sem participação de partidos, políticos e sindicatos.

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii