Homens são presos em Guará por estelionato ao fraudar compra na internet

Homens são presos em Guará por estelionato ao fraudar compra na internet

Dupla foi presa por negociar compra de um celular em um site de compras e enviar um comprovante de pagamento falso para a vítima. Produto foi entregue a um dos golpistas

 

Fonte: G1 Vale do Paraíba

Link para a matéria no G1: CLIQUE AQUI

 

Dois homens foram presos em flagrante na tarde desta sexta-feira (20) em Guaratinguetá (SP) por estelionato. A dupla fraudou um comprovante em um site de compras. O objetivo do golpe era receber um celular.

 

Segundo a Polícia Cívil, o site Mercado Livre, canal usado pelos criminosos para aplicar o golpe, entrou em contato com os policiais para avisar sobre a fraude, que teria sido descoberta após investigação interna da empresa.

 

A polícia disse que após confirmar a entrega do produto com os Correios, foi até o local, no bairro Jardim do Vale II, e fez a prisão d dupla. Na abordagem, ele teria informado a participação de outro homem, que foi preso minutos depois no bairro Beira Rio.

 

Os dois teriam negociado a compra do celular se passando por outra pessoa e enviado um comprovante de pagamento falso para a vítima, que é de São Paulo. Após o recebimento do documento, ela enviou o produto ao destinatário.

 

Eles vão responder por estelionato e podem pegar de 1 a 5 anos de prisão. Eles não tinha passagem pela polícia.

 

Compra na web

O Mercado Livre informou em nota que, em função da crescente incidência de e-mails falsos no comércio eletrônico em geral, tem informado constantemente a seus clientes que o local seguro para verificar as movimentações de suas vendas e/ou compras é a área “Minha conta”, disponível ao usuário logado no site.

 

“O cliente não deve considerar nenhuma mensagem sem checar as informações de sua conta e a existência de crédito. Somente neste local o usuário pode confirmar as movimentações e as mudanças em seu saldo de Mercado Pago, tais como os pagamentos recebidos. Somente após esta confirmação é que o vendedor deve enviar seu produto”, disse

 

A empresa também tem recomendado que dados de contato (endereço de e-mail, por exemplo) não sejam informados no campo de perguntas dos anúncios.

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii