Juliana Cardoso é condecorada com “Medalha São Paulo”

Juliana Cardoso é condecorada com “Medalha São Paulo”

Engenheira ambiental recebeu honraria em razão de serviços prestados à sociedade; idealizada pelo Núcleo MMDC Norte – General Euclydes Figueiredo, cerimônia foi abrigada no Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, no Ibirapuera, em São Paulo-SP

 

Em razão de serviços prestados à sociedade, a engenheira ambiental e mestre em Administração Pública Juliana Cardoso foi homenageada com a “Medalha São Paulo” na noite de sexta-feira (25 de maio). A solenidade foi realizada no Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, no Ibirapuera, na capital paulista, com direito à presença da alta cúpula do Exército Brasileiro e de outros agentes de segurança. A honraria foi concedida à suzanense, bem como a outras personalidades, pelo Núcleo MMDC Norte – General Eucydes Figueiredo, por intermédio do coronel Mário Fonseca Ventura, que preside a Sociedade Veteranos de 32:

“Me sinto extremamente honrada por ter meu trabalho reconhecido por esta importante instituição brasileira. E, não poderia deixar de ressaltar o fato de o Núcleo MMDC Norte valorizar a memória daqueles que lutaram por nossa liberdade e por nossa democracia. Por isso, temos de, cada vez mais, estimar e respeitar o importante legado dessas pessoas que deram suas vidas pelo Estado de São Paulo, contribuindo para a história do Brasil”, detalha Juliana.

A Revolução Constitucionalista de 1932, também conhecida como Revolução de 1932 ou Guerra Paulista, foi um movimento armado ocorrido no Estado de São Paulo, entre julho e outubro de 1932, que tinha como objetivo derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas. A sigla MMDC são as iniciais dos nomes ou sobrenome dos manifestantes paulistas Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, mortos em combate.

Outra homenagem

Juliana Cardoso também foi homenageada recentemente com o prêmio “Abime Turismo e Cultura”. A honraria foi outorgada pela Associação Brasileira de Imprensa de Mídia Eletrônica e Digital (Abime), em solenidade abrigada no Museu do Futebol, em São Paulo.

De acordo com a engenheira ambiental, a iniciativa é de grande importância, pois reforça o compromisso da Imprensa com a sociedade, como porta-voz e instrumento de democratização da informação.

Bagagem

Juliana Cardoso tem 29 anos e é formada em Engenharia Ambiental, pelo Centro Universitário Luterano de Manaus; e pós-graduada em Administração de Empresas – MBA, pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), com ênfase em Empreendedorismo, pela Babson College.

A jovem é, ainda, mestre em Administração Pública, pela Universidade de Columbia; e mestranda em Direito Público, pela Escola de Direito da FGV.

Juliana é líder da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS; talento da Rede da Fundação Lemann; co-fundadora do Movimento de Renovação Política Brasil 21; membro do Movimento Agora!; líder do RenovaBR, e global shaper do Hub São Paulo.

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii