Ministério Público faz operação contra fraude na terceirização da saúde em Cachoeira Paulista

Ministério Público faz operação contra fraude na terceirização da saúde em Cachoeira Paulista

A operação é resultado de uma investigação que apura irregularidades na contratação da empresa responsável pela gestão da saúde na cidade. MP também cumpre mandados em Suzano, Mogi das Cruzes e na capital

Fonte: Portal G1 Vale do Paraíba

Link para a matéria no G1: CLIQUE AQUI

O Ministério Público realiza na manhã desta terça-feira (23) uma operação contra irregularidades na terceirização da saúde em Cachoeira Paulista (SP). Além dos promotores do MP, participam da ação as Polícias Militar e Civil e servidores do Tribunal de Contas do Estado.

São cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Cachoeira Paulista. Entre os alvos está a sede da prefeitura.

O MP também cumpre outros nove mandados em Suzano e Mogi das Cruzes e um na capital paulista. Os mandados nessass cidades são cumpridos em endereços ligados às empresas envolvidas na terceirização. Não há mandados de prisão.

A operação é resultado de uma investigação que apura irregularidades na contratação da empresa responsável pela gestão da saúde na cidade.

O Instituto Isec foi contratado pela gestão em 2017 e subcontratou uma outra empresa para o serviço. O contrato para a Organização Social administrar a saúde de Cachoeira Paulista girava em torno de R$ 7 milhões por ano.

De acordo com o Ministério Público, há suspeita de desvio de recursos, corrupção e falsidade ideológica no processo de contratação.

Por nota, a Prefeitura de Cachoeira Paulista informou que o MP fez buscas na sede do executivo e Santa Casa “buscando informações relacionadas exclusivamente a organização Isec”.

A administração informou ainda que notificou a OS da rescisão do contrato há 60 dias e aguarda realização de concurso público.

O G1 não conseguiu localizar nenhum representante da Isec até a publicação da reportagem.

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii