Moradores de Taubaté estão entre os 37% que arcam com os tributos do Brasil

Moradores de Taubaté estão entre os 37% que arcam com os tributos do Brasil

Em média, cada contribuinte brasileiro pagou, até agora, cerca de R$ 4.870 em tributos, que incluem impostos, taxas e contribuições. 

 

 

A Associação Comercial e Industrial de Taubaté (ACIT) recebeu os dados do estudo realizado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), baseados no índice apontado pelo Impostômetro, que registrou a arrecadação de R$ 1 trilhão em impostos pagos pelo brasileiros no início de julho.

 

Esse levantamento aponta que os cidadãos do Estado de São Paulo arcam com 37% dos tributos recolhidos no país. Esse índice significa que, de todos os tributos recolhidos no Brasil, mais de um terço foi pago por quem mora em território paulista, seguidos pelos cariocas, mineiros e moradores do Distrito Federal. Em média, cada contribuinte brasileiro pagou, até agora, cerca de R$ 4.870 em tributos, que incluem impostos, taxas e contribuições.

 

O estado de São Paulo é considerado o coração do mercado financeiro do Brasil e concentra as maiores rendas. A marca registrada mostra o peso da economia paulista para o país.

 

A menor participação foi de Roraima, cuja população pagou 0,11% dos tributos.

 

Distorção

Segundo o estudo, a União ficou com 59,63% do valor de R$ 1 trilhão. Já 29,3% foram destinados aos estados. Por fim, 11,07% de tudo o que a sociedade pagou até dia 5 de julho foram para os mais de 5.500 municípios.

 

Todos os valores mencionados são nominais e calculados estatisticamente conforme a divulgação oficial dos dados pelos entes arrecadadores e projetados de acordo com a arrecadação histórica.

 

Site reformulado  

O site www.impostometro.com.br está de cara nova. Por ele, é possível saber o quanto cada município e cada estado pagam em impostos que vão para a União, os estados e os municípios. Ele também revela, por exemplo, a arrecadação por categoria tributária e os valores que pagamos de tributos embutidos nos preços de produtos temáticos – neste mês, o tema é festa junina.

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii