Recursos das contas inativas do FGTS vão injetar 579 milhões na região

Recursos das contas inativas do FGTS vão injetar 579 milhões na região

Segundo dados do Sincovat, valor de recursos liberados oriundos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), podem aumentar em até 2,1% as vendas do varejo

 

Os recursos oriundos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), liberados pelo governo no início deste ano, poderão acrescentar até 2,1% ao faturamento do comércio varejista da região de Taubaté, em 2017. É o que aponta a projeção inédita divulgada nesta quarta-feira, 5, pelo Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté e região).

 

Ao avaliar a participação de cada estado no total de rendimentos e remunerações pagas no Brasil, o levantamento, realizado pela Federação do Comércio verifica-se que o Estado de São Paulo é responsável por 32,7% do total. Com a premissa de que a distribuição dos recursos das contas inativas do FGTS siga esse padrão, dos R$ 45 bilhões disponibilizados para saque estima-se que R$ 14,7 bilhões serão injetados na economia paulista.

 

A FecomercioSP projeta que do montante de R$ 14,7 bilhões, cerca de 3,9% ou R$ 579 milhões esteja concentrado nos municípios que integram a Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte. Considerando que o comércio varejista da região faturou R$ 27,5 bilhões em 2016, esse montante poderia alavancar em até 2,1% as vendas do setor este ano.

 

De acordo o presidente do Sincovat, Dan Guinsburg, ainda que nem todo o dinheiro seja destinado para o consumo, o varejo pode se beneficiar no médio e longo prazo já que se o consumidor optar por quitar dívidas ou aplicar, tais recursos entrarão no mercado financeiro elevando a capacidade bancária de conceder empréstimos. Além disso, os consumidores endividados ou inadimplentes poderão reequilibrar seu orçamento doméstico, limpar o nome e se tornar novamente elegíveis a novos crediários, em condições mais vantajosas.

 

Em suma, o Sincovat ressalta que o volume de dinheiro a ser sacado das contas inativas do FGTS vai ajudar no processo de retomada da economia.

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii