VI Cavalgada de Inclusão Social acontece neste final de semana

VI Cavalgada de Inclusão Social acontece neste final de semana

O evento que visa proporcionar a inclusão social das pessoas com deficiência e captar recursos para a manutenção do trabalho do ILA acontecem neste domingo 04/06 em Guaratinguetá, SP

 

Foto: Arquivo Pessoal/Hildegrim Kilian Broca Moura

 

Neste domingo 04/06, a cidade de Guaratinguetá irá receber a 6ª edição da Cavalgada da Inclusão Social organizada pelo ILA- Instituto Lucas Amoroso, com saída as 09h, no Ginásio de esportes do bairro Pedregulho, seguindo em cavalgada até o Recinto de Exposições na estrada velha Guaratinguetá-Lorena.

 

Segundo o Instituto, este evento visa proporcionar a inclusão social das pessoas com deficiência e captar recursos para a manutenção do trabalho do ILA. Os serviços, projetos e programas desenvolvidos pelo ILA têm a missão de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência e de seus familiares, proporcionando-lhes condições apropriadas para que possam desenvolver suas capacidades e habilidades. A VI Cavalgada de Inclusão Social possibilita às pessoas com deficiência participarem de lazer seguro e inclusivo, visto que o evento envolve a comunidade em geral.

 

Para os participantes, serão vendidos kits com camiseta e vale almoço por apenas R$ 20,00, tudo em prol do Instituto Lucas Amoroso.

Faixa Cavalgada 2017

Sobre o ILA

 

O Instituto Lucas Amoroso é uma instituição de assistência social com interfaces nas áreas de educação, saúde, cultura e esporte. Os serviços, projetos e programas desenvolvidos pelo ILA têm a missão de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência física e/ou intelectual e de seus familiares, proporcionando-lhes condições apropriadas para que possam desenvolver suas capacidades e habilidades, compreendendo a importância de enfrentar os limites e desafios causados pela deficiência e utilizando este aprendizado para construção de uma vida autônoma e saudável.

 

O ILA atende crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos sem distinção de idade, etnia, credo, ideologia política, e orientação sexual que estejam na condição de deficiente físico e/ou intelectual e seus familiares, com limite atual de 60 vagas e 100% de gratuidade, sendo que as famílias com renda entre 0 a 3 salários tem prioridade no atendimento.

 

 

Compartilhe


Comentários


Notícias Relacionadas


ii